terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Admin

SEPROMI BA homenageia nesta quarta Mãe Gilda, vítima de intolerância religiosa por parte da IURD.

Sepromi homenageia nesta quarta Mãe Gilda, vítima de intolerância religiosa
Mãe Jaciara com quadro de mãe Gilda | Foto: Reprodução
A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), Vera Lúcia Barbosa, participará de ato simbólico na manhã quarta-feira (21) para marcar o Dia Nacional do Combate à Intolerância Religiosa, no Parque do Abaeté. O dia foi instituído em memória da baiana Gildásia dos Santos, Mãe Gilda, que sofreu episódios em desrespeito a sua fé. Ela faleceu em 2000 após agravamento de seus problemas de saúde por conta dos processos na Justiça. O busto da ialorixá será ornado de flores em ritual organizado pelo terreiro que ela fundou e, atualmente, é liderado por sua filha biológica, Mãe Jaciara, o Axé Abassá de Ogum. Em 2008, o Supremo Tribunal Federal (STF) condenou a  Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd)  a indenizar a família de Mãe Gilda em pouco mais de R$ 400 mil, com correções, por danos morais. De acordo com matéria do jornal A Tarde, na época, o jornal da igreja, Folha Universal, publicou em outubro de 1999 uma foto de mãe Gilda em uma matéria com o título “Macumbeiros charlatões lesam o bolso e a vida dos clientes”. No ato de quarta-feira, estarão presentes adeptos do candomblé e de outras religiões de matriz africana, familiares e amigos de Mãe Gilda, que teve seu terreiro invadido, violado e imagem maculada por representantes de outro segmento religioso.
 

Manchete de matéria que desencadeou a batalha na Justiça | Foto: Reprodução

Bahia Notícias

Admin

About Admin -

Author Description here.. Nulla sagittis convallis. Curabitur consequat. Quisque metus enim, venenatis fermentum, mollis in, porta et, nibh. Duis vulputate elit in elit. Mauris dictum libero id justo.

Receba Notícias da TV por E-mail

Você tem algo a falar sobre a Notícia?

>>> DEIXE AGORA SEU COMENTÁRIO <<<