IURD - Escândalos da Igreja Universal

O lado oculto da IURD você encontra aqui.

Recent Tube

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

MOMENTO 3: Edir Macedo. Os 15 momentos polêmicos na vida do milionário que fundou a IURD

A influência política: da “bancada da igreja” à presença de Dilma no templo

Ao mesmo tempo, o bispo tem uma grande influência na esfera política. Aliás, as igrejas evangélicas, no geral, têm um papel muito relevante na política brasileira. No parlamento brasileiro há, inclusivamente, uma Frente Parlamentar Evangélica — mais conhecida como “bancada da igreja”, ou “bancada evangélica” –, que reúne deputados e senadores evangélicos de vários partidos que se organizam para fazer lobby contra questões como o direito ao aborto, a eutanásia ou o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Desta bancada fazem parte membros conhecidos da IURD, entre eles o ex-senador e atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, sobrinho de Edir Macedo.
Prova da influência de Edir Macedo na política foi a presença da ex-Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, do atual Presidente, Michel Temer, do Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e do ex-prefeito Fernando Haddad, entre outros políticos brasileiros, na inauguração do Templo de Salomão, a sede da IURD, a 31 de julho de 2014.
“A Igreja construiu algo simbólico, uma representação histórica de algo maior”, terá dito Dilma ao bispo Macedo, de acordo com o que relata na sua autobiografia.
Dilma Rousseff esteve ao lado de Edir Macedo na inauguração do templo (Miguel Schincariol/AFP/Getty Images)
Globo refere que a obra terá custado cerca de 680 milhões de reais (cerca de 175 milhões de euros). O bispo, na sua autobiografia, garante que o templo foi construído “única e exclusivamente” com donativos dos membros da IURD, graças a uma mão de obra de 1400 homens, que trabalharam “24 horas por dia, 7 dias por semana, sem parar e a todo o vapor”.
Segundo a Exame, é o maior espaço religioso do Brasil. O templo foi construído ao longo de quatro anos num terreno de 35 mil metros quadrados — a dimensão de cinco estádios de futebol — e tem 100 mil metros quadrados de área construída. Para a obra, foram utilizadas pedras vindas de Israel, duas toneladas e meia de ferro, duas toneladas de aço e 145 mil sacos de cimento. O espaço conta ainda com “quatro tamareiras de quinze metros de altura” e o Jardim das Oliveiras, para o qual foram importadas 12 árvores com cerca de 300 anos, relata Edir Macedo na sua autobiografia.
Tem quatro edifícios, sendo que um deles, com a nave da Igreja, tem espaço para dez mil pessoas sentadas. As paredes estão decoradas com 12 menoras e no altar, refere ainda a Exame, há um tapete rolante que leva a dízima dos fiéis para a sala-cofre do edifício. O templo inclui ainda 60 apartamentos para os pastores que lá trabalham — um deles pertence ao bispo. Os cultos contam ainda com um sistema de tradução simultânea que “permite a mil estrangeiros de cada vez compreender tudo o que se diz”, refere o bispo na sua autobiografia.
Conteúdo do site OBSERVADOR